O brinquedo e a criança - Parte 1

brinccria

Por: Joyce Trajano



O brinquedo é um importante aliado no desenvolvimento da criança. O ato de brincar possibilita que a criança desenvolva elementos fundamentais na formação de sua personalidade, pois através dele, ela experimenta situações, trabalha com as emoções, seleciona e processa informações, aprende e constrói sua autonomia (fator importante para a tomada de decisões). O brinquedo traduz a realidade para a criança, suavizando os fortes impactos que a vida dos adultos provoca.


Hoje em dia, temos uma enorme gama de escolhas. São diversos brinquedos com apelos diferentes e cada vez mais elaborados: o que uma boneca faz, a outra não faz; o que um carrinho tem, o outro apresenta de maneira mais eficiente. Isso, sem levarmos em conta os jogos eletrônicos.


Diante deste vasto universo, os pais, na maioria das vezes, ficam perdidos sem saber qual a melhor opção para seu pequeno. Além disso, a manipulação televisiva age sobre os pequenos despertando o desejo para este ou aquele brinquedo (quando não para os dois ao mesmo tempo). Cabe aos pais fazer a seleção do que é mais adequado e produtivo para a meninada.


A melhor forma de escolher um brinquedo é observar a fase do desenvolvimento motor e cognitivo da criança. Pensando nisso, elaboramos uma lista organizada por faixa etária, com algumas dicas do que é importante e do que deve ser observado para facilitar o processo de escolha do brinquedo.


Por ser um assunto extenso, dividiremos a publicação em três fases, sendo:
1ª – crianças de 1 mês até 6 meses;
2ª – crianças de 7 meses até 12 meses;
3ª – crianças de 13 meses até 36 meses.


Crianças de um mês


Fase em que a criança já descobriu muitas coisas durante as primeiras semanas de vida. E, diante de tudo o que ela já pode observar, o que ela mais gosta é da companhia da mãe. Nesta fase, a criança se tranquiliza através da presença da mãe e reage a todos os seus estímulos.


Nesse período, a criança já:

  • Focaliza um objeto a uma distância de 20/25 cm (sem observar os detalhes);

  • Observa com a atenção quando alguém fala com ela;

  • Imita as expressões faciais das pessoas;

  • Ouve sons agudos e silencia ao ouvir sons graves;

  • Segue objetos com os olhos (vagarosamente);

  • Assusta-se com ruídos repentinos e altos;

  • As mãos ainda permanecem fechadas.


O que é ideal para essa fase:

  • Brinquedos musicais para o berço;

  • Móbiles;

  • Brinquedos e bonecos sem partes que possam se soltar e que sejam macios.




Crianças de dois meses


A criança já realizou mais avanços em seu desenvolvimento. Agora, ao ser segurada, ela já consegue controlar mais os movimentos da cabeça. Sua grande descoberta: as mãos! Elas começam a se abrir e se tornam seu brinquedo favorito.

Nesse período, a criança já:

  • Sorri em direção da pessoa que fala com ela;

  • Percebe que pode fazer as coisas acontecerem;

  • Chuta com as pernas e movimenta os braços quando está mais animada;

  • Percebe que as coisas acontecem em sequência;

  • Localiza a origem de sons feitos à sua frente;


O que é ideal para essa fase:

  • Mantinhas de atividades;

  • Brinquedos que estimulem o desenvolvimento físico;

  • Manta de chão com música, luzes e brinquedos pendurados.



Crianças de três meses


A criança reage cada vez melhor aos estímulos recebidos. Passa a sorrir com mais facilidade e até a gargalhar. Possui novas capacidades motoras, como esticar as pernas e mexer os dedos da mão. Agora, ela já consegue perceber quando ficou sozinha e não gosta disso.

Seu desejo de ver o que os adultos fazem aumenta.

Nesse período, a criança já:

  • Reconhece com facilidade o rosto da mãe;

  • Familiariza-se com objetos e rostos;

  • Bate com força nos objetos;

  • Observa mais aquilo que as pessoas falam para ela;

  • Começa a levantar a cabeça e a se apoiar nos cotovelos.


O que é ideal para essa fase:

  • Realizar atividades com espelhos;

  • Canções;

  • Manta de chão com música, luzes e brinquedos pendurados;

  • Chocalhos de mão;

  • Brinquedos presos em argola.

Leia também:


Bisfenol A - O vilão dos plásticos!
Hábitos alimentares - quando eles surgem?
Por que meu bebê chora tanto?



Crianças de quatro meses


Nessa fase, a criança precisa ainda mais da mãe e só consegue se acalmar diante do desconhecido com a presença da mãe. A partir de agora, ela passará a “falar” mais (inclusive com os brinquedos) e imitará os sons que ouvir. Ela passa a dormir menos (de 9 a 10 horas por noite) e os períodos de cochilo diminuem.

Nesse período, a criança já:

  • Expressa animação se mexendo, rindo ou mesmo gritando;

  • Estranha as pessoas que não fazem parte de seu convívio;

  • Fecha as mãos para segurar algum objeto;


O que é ideal para essa fase:

  • Livros ilustrados com texturas e sons;

  • Brinquedos de pelúcia;

  • Brinquedos com diversas cores;

  • Brinquedos com luzes brilhantes;

  • Brinquedos presos em argola;

  • Chocalhos de mão.


Crianças de cinco meses


A criança está mais ativa. Passa a usar todo o corpo para se comunicar. Começa a explorar o ambiente e os objetos com mais intensidade. Já enxerga nas 3 dimensões: um novo mundo se descortina para ela.

Nesse período, a criança já:

  • Interessa-se mais pelas pessoas ao seu redor;

  • Não sente mede ao ver um rosto diferente;

  • Sabe agarrar;

  • Varia o tom e o volume ao “falar”;

  • Consegue erguer-se (quando estiver de bruços), flexionar os pés e rolar para ficar deitada de costas;

  • Enxerga com mais nitidez;

  • Estica os braços para tocar e segurar;

  • Leva tudo à boca;

  • Escolhe e realiza duas atividades ao mesmo tempo, como chutar e gritar.


O que é ideal para essa fase:

  • Livros ilustrados com texturas e sons;

  • Brinquedos de apertar (com som);

  • Brinquedos para bater (prefira os mais fofos ou gordinhos para não machucar a criança);

  • Brinquedos de atividades, como os musicais.


Crianças de seis meses


Nessa fase, a criança está mais esperta, já engatinha, agarra os brinquedos e consegue procurar e encontrar o brinquedo que deseja. O desenvolvimento muscular está mais rápido, o que oferece um mundo de novos descobrimentos e conquistas. Já consegue entender o significado da palavra NÃO.

Nesse período, a criança já:

  • Levanta fazendo força só com as mãos;

  • Consegue virar-se com facilidade, ficando de costas ou de bruços;

  • Reconhece rostos que não vê há muito tempo;

  • Surgem os primeiros dentinhos;

  • Começa a controlar seu corpo sentado (embora não consiga sentar-se sozinha);

  • Participa do que acontece ao seu redor com mais facilidade;

  • Olha para aquilo que derruba.


O que é ideal para essa fase:

  • Canções;

  • Brinquedos de empilhar;

  • Brinquedos de empurrar;

  • Brinquedos de ação-reação;

  • Bolas com texturas.



Não perca a continuação dessa matéria: crianças de seis a doze meses.



Comentários:




Saiba mais sobre:

chupet-2